14 de abr de 2011

Suprema II

Quero que ela venha e habite em mim, a minha casa, a minha vida, todo o meu ser.



Quero que seja toda minha, cada momento, cada vida.



Quero ser todo seu, por inteiro, pensamento, coração, corpo, desejo.



Quero uma vida plena, nossa, íntima, ardente, mútua.



Quero ser o seu esteio, seus oásis.



Quero ser sua fuga nos momentos de dor e sua praia preferida nas suas férias.



Não quero ser seu pai e nem seu professor.



Que minha mão apare cada lágrima sua que se atrever a cair.



Quero ser apenas seu macho; seu par; seu dono; seu escravo; seu amante; seu poeta; seu milionário; seu Gianecchini; seu tudo.



Que nossas horas sejam sempre povoadas de enlace e cumplicidade. Que façamos amor até por olhares de esguelha.



Só me resta encontrá-la, deusa minha, musa inspiradora.



NELCLIER!

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Pesquisa rápida no blog